sexta-feira, 16 de maio de 2014

O Estigma da Dona-de-casa





A moça, constrangida ao responder à pergunta sobre sua profissão, disse quase entre os dentes, rosto corado: "Não trabalho." Diante do olhar espantado de sua interlocutora, arrematou: "Sou dona-de-casa." A outra ergueu as sobrancelhas, e após um minuto de silêncio constrangedor (durante o qual poderíamos imaginar o que ia nas cabeças de ambas), ela respirou fundo, deu um sorriso amarelo e pediu licença.

A primeira, dona-de-casa, decidiu ficar em casa e dedicar todo o seu tempo para cuidar dos filhos; a outra, preferiu seguir sua carreira, dividindo-se entre casa, marido, filhos e trabalho (não necessariamente nesta ordem).

Cada uma fez a escolha que melhor lhe coube; eu não saberia dizer qual das duas está certa ou errada; mas acho que ambas merecem ser respeitadas. 

Por que essa indignação contra a mulher que resolveu não trabalhar fora e ter uma carreira importante? Será que a função das donas-de-casa não é importante? Não entendo o motivo que algumas pessoas encontram de censurar as mulheres que decidiram viver uma vida mais simples, fora do mercado de trabalho estressante e competitivo. Bem, adrenalina não é para qualquer um! E podem acreditar, o trabalho dentro de uma casa pode ser bastante árduo, e igualmente importante.

Acho que as donas-de-casa estão se tornando uma espécie em extinção, por puro preconceito! Quem fica em casa sente-se diminuída diante das que trabalham fora. Ora, é apenas uma escolha diferente, que não significa ser "Amélia!"

Que cada uma de nós tenha o direito de ser feliz como bem escolher; se passamos anos tentando sair daquele estado de submissão aos homens, por que não respeitarmos o direito de cada uma de viver a vida que desejar? Por que as  mulheres estão se tornando censuradoras de mulheres?



4 comentários:

  1. Pois é... e a profissao de dona de casa que seria a empregada domestica, esta cada vez mais caro e escasso... é um trabalho valioso...

    Beijos...

    ResponderExcluir
  2. Bom dia, Ana. Como sempre, você foi PERFEITA!
    É exatamente assim que acontece, a mulher que não trabalha fora é vista pela outra que trabalha e por muitos homens, a que não faz nada, super desvalorizada.
    Na realidade, não funciona assim.
    O trabalho de casa é muito árduo e precisa ser valorizado.
    Assim como uma empresa precisa ser gerida, uma casa também.
    Tem de haver alguém que dê esse suporte.
    O que realmente me incomoda é o fato das pessoas diminuírem as mulheres que são donas- de- casa.
    Existe este preconceito sim, e a autoestima da mulher, se ela permitir, ficará no chão.
    Não significa que a mulher que trabalha em casa não seja inteligente ou capaz, creio que as pessoas confundem muito isto. Que tenhamos mais uma visão aberta, que sejamos mais unidas e respeitemos as escolhas individuais.
    Abaixo o preconceito.
    Tenha um fim de semana abençoado.
    Beijos na alma.

    ResponderExcluir
  3. Normalmente são as próprias mulheres a criticar e não respeitar as escolhas,por isso o melhor é fazer o que te faz bem e viver isso e pronto o resto faz mesmo parte do resto!

    ResponderExcluir
  4. Que bom quando alguém pode escolher ser dona de casa hoje em dia...respeito a cada escolha.
    Beijo Lisette

    ResponderExcluir

Sinta-se em casa para deixar um comentário, por favor. Espero que tenha gostado. Obrigada pela visita!