sexta-feira, 31 de outubro de 2014

Em Qualquer Lugar





Seria possível sentir-se feliz em qualquer lugar? O que torna um lugar importante, especial? As condições de vida que oferece, como transporte de qualidade, boas escolas, empregos próximos? A beleza?

Acho que a resposta principal a esta pergunta, é: as pessoas! Mesmo que eu morasse em um lugar maravilhoso como o que acabei de descrever - belo, cheio de conveniências e facilidades - não conseguiria ficar muito tempo se tivesse vizinhos ruins. Não precisam ser daqueles vizinhos que se tornam amigos íntimos, desde que haja tolerância, respeito e camaradagem. Graças a Deus, nós temos muita sorte nesse sentido. Temos ótimos vizinhos.

Deve ser terrível chegar em casa cansado após um dia estafante no trabalho, e de repente, sentir os tímpanos sendo sacudidos por música alta ou escândalos na casa ao lado. Deve ser péssimo conviver com pessoas sem educação, que deixam lixo na nossa porta, por exemplo.

Para vivermos bem, é preciso respeitar regras, e sempre colocar-se no lugar do outro: quem gostaria de ser acordado no meio da noite, ou ser impedido de dormir por causa de uma festa barulhenta? É claro que há ocasiões certas, como véspera de domingo, nas quais uma festa barulhenta pode ser compensada na manhã seguinte... mas durante a semana, nunca!

Preservar bancos, árvores, lixeiras, prédios públicos ou particulares e outras coisas que fazem parte do espaço comum, também deve ser observado; afinal, se eu destruo alguma coisa na minha rua ou cidade, estarei prejudicando a mim mesma. E isso é tão básico, que eu não entendo como existem pessoas que ainda não perceberam...

O que faz os lugares serem bons ou ruins, são as pessoas. Somos eu e você.



2 comentários:

  1. Concordo ... nao importa o lugar... o ambiente somos nos que fazemos...

    Beijos...

    ResponderExcluir
  2. Talvez a primeira coisa seja o país em que se vive...
    estou a pensar na querida amiga Myra Landau que vive nuu país que detesta e onde não conhece ninguém, nem se dá com quem quer que seja.
    É a editora do http://myra-parole.blogspot.pt

    Claro que tudo que referes neste teu post é básico !
    Tenho vivido em moradia cercada por jardim e várias árvores e plantas.
    Uma vizinhança espantosa ! Cumprimentamo-nos na rua ou na confeitaria que fica perto.
    No próximo ano, iremos viver para um apartamento.
    Espero não ter um baque com os condóminos ( julgo que não ) !

    Um beijo muito amigo.

    ResponderExcluir

Sinta-se em casa para deixar um comentário, por favor. Espero que tenha gostado. Obrigada pela visita!