quinta-feira, 17 de dezembro de 2015

Um Canto Para o Silêncio

Imagem: Ana Bailune



Descobri em minha varanda um cantinho que sempre esteve ali, mas eu nunca havia notado. É do lado direito, perto da janela da sala. Sob a janela, há uma mesinha com duas cadeiras, mas o espaço à direita ficava desocupado - até que um dia, a fim de proteger uma cadeira do jardim da chuva, coloquei-a ali e sentei-me nela para descansar.

Naquele momento, meu cão Mootley pulou no meu colo, antes mesmo que eu acabasse de sentar-me devidamente, e formando um rolinho com seu corpo sobre as minhas pernas, adormeceu. Lembrei-me de uma vez ter lido que os cães gostam dos lugares em uma casa nos quais eles sentem que as vibrações de energia são boas. Respirei fundo, recostei-me. 

Vi as árvores da floresta que fica do outro lado da rua de um ângulo ao qual eu não estava acostumada. Naquele dia, o céu estava cinza-chumbo, e alguns dos raios de sol que conseguiam passar pelas nuvens e cortar os pingos de chuva, deixavam as copas das árvores escuras e brilhantes. Havia muitos pássaros também, e dali do meu novo cantinho, eu tinha uma visão privilegiada dos inúmeros canarinhos da terra e outros pássaros que vem pousar na grande pedra, junto ao portão, a fim de "filar" um pouco da canjiquinha e das frutas que eu ponho para eles.

Resultado: deixei a cadeira lá. Pode não ter ficado grande coisa esteticamente, mas só eu sei do prazer que eu sinto quando estou sentada ali.

E você? Tem um cantinho na sua casa do qual você goste de espiar a vida?




5 comentários:

  1. Que lindo amiga... Poxa, ser poeta é ter privilégios outros, como olhos que sabem ver. Detalhes e desenhos da natureza se revezam a cada dia bem à nossa frente, mas nem todos percebem... acham comum né? Sabe que conforme ia lendo me vi contigo na varanda, observando o milagre da Mãe Gaia e recebendo as boas energias que emanou do texto.
    Eu tenho sim um lugar que eu goste de espiar a vida, e por coincidência é minha varanda. Ali tem minhas ervas, minha lavanda que está muito perfumada, os vasinhos de violeta que deram flores esses ano e a casinha de pedra com os inquilinos hehehe. Fora o céu, as nuvens, e algumas árvores que desenham paz aqui na minha rua.
    Texto leve, muito delicado... Fez-me bem, obrigada por esse momento.

    bacios cara mia!!!

    ResponderExcluir
  2. Que texto delicioso, Ana!
    Na hora lembrei de minha varanda, também, onde avisto o horizonte e todo dia o sol se despede deixando que eu aprecie a beleza do anoitecer.
    Gosto de registrar, embora sem câmara, não perco o espetáculo do ocaso!
    Você é sensível ao ponto de me lembrar, a beleza que podemos contemplar e sempre nos regenerar...
    Obrigada, abraços carinhosos
    Maria Teresa

    ResponderExcluir
  3. Hoje tenho duas casas, uma aqui no Brasil, que esta em reforma de cabeça para baixo, na verdade, é um apartamento, gostava demais de apartamentos... mas morando em uma casa nos EUA, tenho me sentido bem melhor, é uma casa espaçosa, rodeada de verde, e o cantinho que mais gosto é da minha janela da sala intima, onde tem a lareira, e das janelas posso ver a piscina, o quintal e logo onde acaba o quintal começa uma floresta que acho maravilhosa...
    Fico assim dividida, aqui meu apartamento que traz o aconchego da familia e la uma casa mesmo, casa de verdade, com muito verde, flores, arvores que adoro... acho que tenho preferido meu cantinho de la...

    Beijos, Ana...

    ResponderExcluir
  4. Um texto encantador Ana, senti saudade da varanda que tinha na casa da minha infância! Hoje não tenho varanda e só tenho uma frestinha entre os prédios para ver um pouquinho do pôr do sol!AMEI!
    beijos
    Amara

    ResponderExcluir
  5. Ana, venho desejar-lhe um Natal de casa cheia, familia reunida em volta da mesa, conversas que relembram tempos felizes, alegria, aconchego...paz...
    Tambem lhe desejo um ano novo bom... com muita energia positiva...lhe desejo o melhor...

    Beijos...

    ResponderExcluir

Sinta-se em casa para deixar um comentário, por favor. Espero que tenha gostado. Obrigada pela visita!