sexta-feira, 8 de janeiro de 2016

Sua Majestade, a Taioba!

taioba mansa, comestível




Quando eu conheci a taioba - uma verdura de folhas verde-escuras grandes e fibrosas, aveludadas e bonitas -, eu ainda era criança. Meu pai gostava de plantar algumas coisas - abóbora, aipim, inhame, abacates, tomates - e um dia, ele apareceu na cozinha com as tais folhas, que minha mãe lavou e refogou. Adorei a textura macia, que desmanchava na boca, e acabei comendo um prato cheio de taiobas e repetindo a dose. Certa vez, ele confundiu as folhas de taioba mansa, comestíveis, com as tóxicas folhas de taioba brava. São muito parecidas. Nossa, que desastre! As folhas de taioba brava pinicam demais a garganta, e foi uma experiência muito ruim...


Taioba brava, tóxica. Fique longe dela! Conseguem notar a diferença? As folhas são mais alongadas e pontudas.


Não é muito fácil encontrar taiobas. Há alguns anos, já morando aqui, comentei com um dos vizinhos que eu adorava taiobas, e ele exclamou: "Mas tem é muita por essa mata afora!" E foi lá, colheu uma porção de folhas para nós. 

Comi taiobas a semana toda. Ante-ontem, ele tocou a campainha, desejando um feliz ano novo e nos presenteando com uma ramada linda de taiobas! Sempre que tem, ele nos traz um pouco, e eu me delicio.

Pesquisando um pouco, descobri algumas coisas sobre esta folha: a Xanthosoma sagittifolium - nome científico da taioba - tem mais vitamina A do que a cenoura, o brócolis e o espinafre, além de cálcio, fósforo, ferro e proteínas. Segundo o site Wikepedia, "Tanto o talo quanto as folhas apresentam os mesmos elementos, apenas em proporções diferentes. Nas folhas, encontramos mais ferro e mais vitamina A. O valor energético para cada 100g de talo é de 24 calorias, enquanto que, nas folhas, temos 31 calorias para as mesmas 100g."


Rolinhos de taioba - receita no blog Come-se (come-se.blogspot.com)


Gosto de comer as folhas picadas e refogadas. Também as uso na preparação de sopas de legumes, e são ótimas para rechear canelones; basta encher os canelones com taiobas cozidas, pedacinhos de queijo de cabra e colocar no forno, com bastante queijo ralado e o molho de sua preferência. 

Ou então, crie a sua! Mas não deixe de experimentar.





4 comentários:

  1. Ana, que doce lembrança.
    Aprendi a comer a taioba, na Pastoral da Criança, recuperei a saúde de meu filho com a Alimentação Alternativa, que lá aprendi.
    Como adoro a taioba picadinha no caldo de feijão!
    Há muito tempo que não faço, tenho receio, de pegar a brava por engano!
    Obrigada, abraços carinhosos
    Maria Teresa

    ResponderExcluir
  2. Ana, não conhecia a taioba e quantas propriedades ela contém, pelo que descreve nesse seu texto bem explicado e pelo comentário da amiga acima fiquei impressionado com a variedade de benefícios que ela proporciona
    Obrigado por compartilhar (fiquei sabendo mais)

    Beijos
    Rafael

    ResponderExcluir
  3. Ana, não conhecia a taioba e quantas propriedades ela contém, pelo que descreve nesse seu texto bem explicado e pelo comentário da amiga acima fiquei impressionado com a variedade de benefícios que ela proporciona
    Obrigado por compartilhar (fiquei sabendo mais)

    Beijos
    Rafael

    ResponderExcluir
  4. Eu sempre ficava namorando as moitas, por sua beleza.
    Aí uma vizinha me disse que dava pra comer, mas eu já tinha lido ou alguém me falado que nem todas se comem... Agora vc mostrou a diferença.
    Lá na Caverna Real nascem sozinhas e estou pensando em experimentar. Sou vegetariana e não recuso verdura, mas nunca experimentei a taioba.
    Gostei da sugestão do canelone.
    Abraços esmagadores e um ótimo ano pra vc e os seus!

    ResponderExcluir

Sinta-se em casa para deixar um comentário, por favor. Espero que tenha gostado. Obrigada pela visita!