quarta-feira, 13 de abril de 2016

Atrapalhando?


Meus três amores






Já era um pouco tarde, logo após a saída de meu último aluno: nove da noite. Fui para a cozinha a fim de preparar o jantar. Enquanto lavava a louça, picava legumes e andava de um lado para o outro, ia me desviando de bolinhas de borracha e outros brinquedinhos que os meus cachorros deixaram espalhados no chão, e Mootley e Leona me seguiam como se fossem a minha sombra. Tinha que tomar cuidado para não tropeçar neles! Ao mesmo tempo, meu marido disputava comigo um espaço na bancada da pia - que já é pequena.

Por um instante, eu me irritei, e disse:

-Mas vocês não tem jeito mesmo, hein? Se não pararem de ficar no caminho, não vou conseguir terminar o jantar!

Meu marido me olhou, e os cachorrinhos, sentados em um canto da cozinha também me observavam, Mootley com seu caranguejo de borracha na boca. E então meu marido me surpreendeu, dizendo:

-Olhe bem em volta: Não é maravilhoso que estejamos aqui atrapalhando você?

Parei o que estava fazendo, o pano de prato no ombro, o tempero fritando na panela. Senti o quanto aquele momento faria parte das minhas ótimas memórias, e abraçando meu marido, respondi:

-É verdade!






8 comentários:

  1. que seja sempre assim Ana, por toda sua vida !!

    ResponderExcluir
  2. Que lindo, Ana!
    Que essas crianças continuem atrapalhando, sempre! =)
    Beijocas.

    ResponderExcluir
  3. O outro lado da moeda...nem tudo que parece ruim...é ruim...

    ResponderExcluir
  4. Adorei, é isso mesmo o que acontece! Quanto à feiticeira, a de cima é ótima, eu tenho. Muitas vezes melhor do que o aspirador, é leve.
    Beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ana, o comentário da vassoura feiticeira errei o local, é na postagem de cima, rs! Desculpe.
      bj.

      Excluir
  5. Pois é Ana, há sempre uma maneira de olhar as coisas.

    ResponderExcluir
  6. A compreensão acompanha a relação, na reciprocidade!
    Lindo, Ana!
    Abraços carinhosos
    Maria Teresa

    ResponderExcluir
  7. Adorei, Ana, que bom que temos quem temos ao nosso lado. Que bom que nos amem e "atrapalhem".

    ResponderExcluir

Sinta-se em casa para deixar um comentário, por favor. Espero que tenha gostado. Obrigada pela visita!