sábado, 21 de maio de 2016

Casa & Prosperidade






Estou envolvida com a leitura absolutamente prazerosa do livro de Eddie Van Feu - "Wicca - A Bruxa Tá Solta." Ainda no capítulo inicial sobre a prosperidade, o que ela diz casa direitinho com aquilo que eu sempre defendi: a prosperidade é algo que vem quando a deixamos entrar, ao invés de nos trancarmos dentro de ideias antigas e erradas que enfiaram em nossas cabeças, de que a pobreza é louvável e a riqueza é ruim. 

Abrir caminho para a prosperidade entrar em nossa casa significa que antes precisamos, literalmente, desatravancar o ambiente: jogar fora todas as coisas velhas, quebradas, feias ou inúteis, que temos guardadas dentro de caixas, sob camas, nos sótãos e gavetas, garagens e armários. Enquanto estivermos cercados destas coisas horríveis e cheias de poeira, a prosperidade ficará do lado de fora. A mente das pessoas que acumulam coisas inúteis e que se recusam a partilhar com os outros aquilo que não mais necessitam (desde que estejam em bom estado) é cheia de medos: medo de perder, de empobrecer, de vir a precisar daquilo um dia. Geralmente, suas casas são sujas, mal-cuidadas e atravancadas. Cultivam a energia do medo e da perda, enquanto sonham com a prosperidade.

E eu acho - ou melhor, tenho certeza - que se elas não mudarem de pensamento e de modo de agir, viverão todas as suas vidas afundadas em dívidas, medo, pobreza e infelicidade. 

Ninguém deveria gastar mais do que ganha, ninguém deveria achar que pagar as contas daquilo que é desfrutado seja ruim! Afinal, a honestidade traz a prosperidade verdadeira, aquela que é duradoura, pois não tirou nada de ninguém, não veio através de atos que visam enganar, calotear e prejudicar quem nos prestou um serviço ou nos vendeu algo.  

Energia é uma coisa que deve estar sempre circulando, em movimento. Ela fica estagnada em casas sujas, cheias de objetos inúteis, quebrados ou feios (muitas vezes, presenteados por outras pessoas) e dos quais não gostamos. O dinheiro é uma forma de energia. Ter dinheiro para gastar com as coisas que gostamos não é algo ruim, e não significa estar explorando alguém. 

A casa, assim como a mente, deve estar limpa e bem cuidada, e com espaço para circulação. A prosperidade agradece.




3 comentários:

  1. Esse é o principio do feng shui... retirar o que esta parado, sem uso... para a nova energia circular... e deveria ser aplicado em todas as areas da vida...

    Beijos...

    ResponderExcluir
  2. Que gostoso de se ler e aprender...
    Nada de atravancar nossos espaços internos e externos, nada de guardar coisas partidas, a prosperidade só entra em casa "iluminada"!
    Amei, Ana, obrigada, feliz semana!
    Abraços carinhosos
    Maria Teresa

    ResponderExcluir
  3. Gosto muito da gratidão de poder pagar as contas. De pensar nos benéficos da energia por exemplo - da luminosidade ao aquecimento.
    Excelentes lições de prosperidade!
    Beijo.

    ResponderExcluir

Sinta-se em casa para deixar um comentário, por favor. Espero que tenha gostado. Obrigada pela visita!