quinta-feira, 1 de dezembro de 2016

CHUVAS




Depois de vários dias de chuva forte, é preciso abrir a casa e deixar entrar o ar fresco. Colocar para fora os cobertores, estendendo-os ao sol, trocar as toalhas de banho, lavar a roupa. 

Dá trabalho, mas é necessário.

Tenho pensado no quanto a chuva é importante. Lembro-me dos tempos de seca que vivemos há apenas dois anos, quando a água escasseou nas torneiras e as plantas do meu jardim quase morreram. Mas chuva demais também não é bom. Pena que o homem destruiu o equilíbrio do planeta, causando esses períodos longos de seca e calor entremeados por chuvas fortes. 

E eu sinceramente acredito que todo este desequilíbrio reflete-se também nos pensamentos que as pessoas tem expressado ultimamente. Fico muito triste ao ouvir e ao ler coisas absurdas sendo ditas por pessoas que eu costumava admirar. 

As casas e os pensamentos estão se distanciando cada vez mais uns dos outros, e me pergunto se algum dia voltarão a se aproximar. Dá mesmo a impressão de que algum tipo de separação está em curso. O mundo está se partindo ao meio. Nesta separação, muitos cairão no abismo que está sendo aberto, e depois, cada qual ficará de um lado diferente.

 E as janelas estarão fechadas.




3 comentários:

  1. Boa noite, querida Ana!
    Infelizmente é muito verdadeiro seu texto... Pena que seja assim: o mundo tão dividido mas é bem atual!
    Bjm muito fraterno

    ResponderExcluir
  2. Acho que precisamos cuidar de nossos pensamentos, de nossa mente como se cuida de uma casa após vários dias de chuva: arejar, lavar, colocar no sol...
    Dá trabalho como você bem colocou, mas nossas atitudes mecânicas está trazendo tanto desequílibrio.

    A época da seca foi realmente um alerta, mas já vamos nos esquecendo em meio a tanta chuva.
    Beijo Ana!

    ResponderExcluir
  3. Boa noite, Ana, com razão, estamos nos fechando cada vez mais, sem arejar para tirar o bolor dos maus pensamentos, das más ações...
    Sutil, mas ameaçadora é a separação...
    Triste fim para muitos!
    Abraços carinhosos
    Maria Teresa

    ResponderExcluir

Sinta-se em casa para deixar um comentário, por favor. Espero que tenha gostado. Obrigada pela visita!