terça-feira, 2 de maio de 2017

Florbela em Casa







Hoje, eu vou de Florbela. Um lindo soneto que fala de casa e de amor:


A NOSSA CASA


A nossa casa, Amor, a nossa casa!
Onde está ela, Amor, que não a vejo?
Na minha doida fantasia em brasa
Constroi-a, num instante, o meu desejo!

Onde está ela, Amor, a nossa casa,
O bem que neste mundo mais invejo?
O brando ninho aonde o nosso beijo
Será mais puro e doce que uma asa?

Sonho...que eu e tu, dois pobrezinhos,
Andamos de mãos dadas, nos caminhos
Duma terra de rosas, num jardim,

Num país de ilusão que nunca vi...
E que eu moro - tão bom! - Dentro de ti
E tu, ó meu Amor, dentro de mim...







3 comentários:

  1. Adoro Florbela ... e é isso mesmo, a nossa casa na verdade é onde esra nosso coraçao...

    Beijos...

    ResponderExcluir
  2. Florbela é divina! Obrigada, Ana, por trazê-la hoje em especial. Um beijo.

    ResponderExcluir
  3. Olá Ana, bom dia! De volta as minha atividade e agradecendo a Deus pelos problemas estarem amenizando e deus me permitir está bem no momento. já estava com saudade das suas postagens, obrigada por não me esquecer e ter visitado meu blog, você mora nas minha lembranças. Também sou fã de Florbela e esse poema é maravilhoso! Onde reina o amor a paz e tudo de bom permanece.Tenha um dia abençoado junto aos seus. Abraços
    Lourdes Duarte
    http://filosofandonavidaproflourdes.blogspot.com.br/
    http://professoralourdesduarte.blogspot.com.br/
    http://filosofia-e-romantismo-na-vida.webnode.com/minhas-poesias/

    ResponderExcluir

Sinta-se em casa para deixar um comentário, por favor. Espero que tenha gostado. Obrigada pela visita!